Protect the climate - home

2 graus a mais - e daí?

Proteção climática, a nível local, como parte integrante da luta contra a pobreza

Relação entre mudança climática e pobreza

La Paz: Erdrutsche als Folge von verstärkten Regenfällen
La Paz: deslizamentos em consequência de chuvas fortes (© Cidade de La Paz)

Que relações existem entre mudança climática e pobreza?

Mudança climática – uma das causas da pobreza

A mudança climática é uma das causas da pobreza. Há alguns anos os efeitos da mudança climática em muitas regiões do mundo colocam a luta contra a pobreza diante de cada vez mais novos desafios. A população dos países economicamente menos desenvolvidos é, em especial, a que mais sofre com o impacto negativo do aquecimento global. Como em qualquer parte do mundo, as pessoas mais atingidas são as que vivem em condições de pobreza.

Um grande número de óbitos ocorridos por catástrofes climáticas é detectado nos países mais pobres do planeta. Ao mesmo tempo, prognósticos de cientistas demonstram que a temperatura nesses países não aumentou e tampouco aumentará mais do que em outras regiões da terra. Quais são as causas, então, para o risco diferenciado frente à mudança climática?

Condições de habitação

A pobreza está presente com uma frequência acima da média mundial em áreas de clima desfavorável. Em um deserto ou planalto o clima predominante é caracterizado, por exemplo, por uma escassez de água e temperaturas extremas. Nestes espaços geográficos, são difíceis os prognósticos para um desenvolvimento econômico. Mesmo uma pequena modificação do clima lá pode ocasionar que a prática de economias tradicionais e/ou até todas formas de vida também não sejam mais possíveis. Migração e pobreza são as consequências.

Agricultura

Pode-se dizer que a pobreza também é mais intensa nas regiões rurais, onde particularmente muitas pessoas vivem da agricultura. Se comparada aos setores industriais e de prestação de serviços, é a agricultura que se mostra mais forte e diretamente influenciada pelas alterações climáticas.

Em muitas regiões, longos períodos de seca ocasionam uma diminuição da colheita ou tornam necessária a instalação de sistemas de irrigação de água. Climas úmidos e temperaturas mais elevadas são propícios para a ocorrência e a propagação de pragas. Tempestades, chuvas intensas e demais eventos climáticos extremos podem destruir colheitas inteiras. Desse modo, a alteração climática tem efeito direto sobre a subsistência da população que depende da agricultura. 

Falta de habilidade para adaptação

Por vezes, as medidas de adaptação a um meio ambiente alterado pelas mudanças climáticas estão relacionadas com enormes esforços financeiro e tecnológico. Exemplificando: a construção de barragens novas e mais elevadas, que protejam a costa em caso de elevação do nível do mar; a implementação de sistemas de irrigação que compensem a falta de chuva; ou a instalação de sistemas de alerta preventivo que avisem as pessoas a tempo, quando ocorre deslizamento de terra após chuvas fortes. Em suma, países como a Alemanha e os Estados Unidos podem enfrentar tais desafios graças à sua potência econômica. A situação é outra em muitas nações da África, Ásia e América do Sul. Além dos resursos financeiros, frequentemente falta também o Know-how para o desenvolvimento de estratégias efetivas de adaptação às mudanças climáticas.

Justiça do clima

  • Lateinamerika-Zentrum e.V. on facebook
  • Lateinamerika-Zentrum e.V. Youtube-Channel

Boletim Informativo

Você quer saber das últimas novidades do protect the climate? Assine aqui o Boletim eletrônico.

Assinar o Boletim » 

 

Fórum de Discussão

Você quer muito dar sua opinião? Discuta conosco no Fórum.

Fórum aqui » 

 

Enquete

O que você pensa do assunto?

Enquete aqui »